JOGO 01
Entre Amigos ENTRE AMIGOS

4

:

0

NEM LIGO Nem Ligo

03/10/2015 | 14:00 | Furadinho


Um novo Entre Amigos

Renê corre para o abraço após marcar um dos gols da vitória do EA. Time jogou muito bem.
Foto: Thyago Pacheco

NOTÍCIA | 07/03/2016 | POR: THYAGO PACHECO
EA mostra evolução em pontos tradicionalmente falhos e conquista vitória elástica.

Foi de encher os olhos. O torcedor que tirou seu sábado para acompanhar a estréia do EA na temporada certamente saiu da Arena com a sensação de que valeu a pena. O time apresentou um estilo de jogo bastante diferente do tradicional e conseguiu vencer com propriedade, começando com o pé direito o campeonato virtual 2016.

Já diziam os analistas e comentaristas de futebol que 'o EA tem um estilo de jogo característico, baseado na velocidade e força física, que o dá a vantagem de sempre atacar de forma rápida e letal, ao mesmo tempo que o expõe a pouca posse de bola e excesso de jogadas desperdiçadas'. Mas, parece que a comissão técnica entrou em 2016 determinada a apagar essa imagem, o que parece estar conseguindo. O que se viu no último sábado foi um time tranquilo, com paciência no toque de bola e envolvendo o adversário desde os primeiros minutos de jogo. Uma estratégia interessante, já que força o adversário a passar a maior parte do tempo correndo atrás da bola e consequentemente cansando mais depressa.

Foi dessa forma que o EA, aos poucos, foi ganhando terreno e construindo sua goleada. O toque de bola e paciência acabaram forçando os jogadores do Nem Ligo a apelar para um número maior de faltas no jogo, o que causou a expulsão do volante camisa 7 ainda no primeiro tempo.

A vantagem em número de atletas se refletiu também no placar. Primeiro com Ido, que aproveitou falta cobrada com veneno por Lê Passos para, de cabeça, iniciar os trabalhos.

O segundo gol veio dos pés, ou melhor, da cabeça de Lê Passos. O atacante recebeu cruzamento perfeito de Renê e subiu com estilo para ampliar.

A essa altura o Nem Ligo buscava alguma forma de se encontrar no jogo, mas nas poucas vezes que criava acabava frustrado pela solidez do sistema defensivo do EA. Quando o atacante do time amarelo apareceu dentro da área, driblou Luciano e tocou, a única coisa que ele não esperava era o carrinho salvador de Ido impedindo seu grito de gol.

A jogada deu a motivação necessária para o EA chegar ao terceiro. Renê recebeu belo passe de Lê Cunha e ao velho estilo matador, tocou no ângulo, longe do alcance até do pensamento do goleiro. A esse momento o maior desejo do Nem Ligo era ouvir o apito final do árbitro. Mas o EA tinha outros planos para aquela tarde.

Em rápido contra ataque Ido encontrou Nino livre na direita. O camisa 5 aproveitou o passe do companheiro, conduziu em velocidade e tocou com estilo, fechando o caixão.

Em um sopro de sobrevida, o camisa 10 do Nem Ligo fez linda jogada e acertou um belíssimo chute. Mas Luciano achou que não seria legal "manchar" o placar do EA e decolou para fazer uma das defesas mais lindas da sua carreira, levando ao delírio a torcida alvi-rubra e arrancar o suspiro de entrega dos jogadores adversários.

O ponto triste fica pela expulsão de Lê Passos. O atacante ficou revoltado ao ver o árbitro marcar impedimento em um lançamento seu para Thyago já nos minutos finais da partida. Determinado a acertar a jogada, o camisa 7 recuperou a bola logo após a cobrança e fez exatamente o mesmo lançamento. Dessa vez, o árbitro não poderia marcar impedimento. Mas...conseguiu marcar falta técnica, alegando que o jogador o ofendeu no momento do passe. O exagero talvez tenha sido a expulsão. Mas, nem mesmo o homem do apito seria capaz dessa vez de estragar o dia. Goleada do EA, futebol convincente e torcida inflamada. O ano promete!



FICHA TÉCNICA