JOGO 15
Entre Amigos ENTRE AMIGOS

4

:

1

COQUEIRAL Coqueiral

25/06/2016 | 14:00 | Furadinho


Quem?

Admilson "Chuchu" toca com calma na saída de Péio para marcar um dos gols da vitória do EA.
Foto: Adson Farias

NOTÍCIA | 22/06/2016 | POR: THYAGO PACHECO
Com quatro gols, “desconhecido” dá a vitória ao EA e ameniza a pressão no grupo.

Uma ajuda e tanto. Atravessando aquela que talvez seja a maior crise da sua história, o EA precisou se superar para encarar a forte equipe do Coqueiral no último sábado. E veio dos pés de um "desconhecido" os gols que conduziram o alvi rubro para longe do olho do furacão.

O atacante Admilson, mais conhecido como Chuchu, foi chamado às pressas para integrar o grupo, assim que o departamento de futebol anunciou as baixas repentinas de Nino e Deyvson, que se juntaram a Lê Cunha e Renê na turma que assistiria o jogo pela televisão. Com pouquíssimas opções para montar o elenco, a comissão técnica contava com um verdadeiro milagre para superar o Coqueiral. E ele aconteceu, operado pelo mais novo milagreiro da Ferreira Lima. Chuchu contou com a atuação inspirada de todo o time do EA, que conseguiu anular praticamente todas as ações ofensivas do Coqueiral, ao mesmo tempo que obtinha êxito na grande maioria das vezes que atacava o gol defendido por Péio.

O folclórico goleiro, a propósito, protagonizou um dos capítulos da tarde de sábado. Com seu jeito hilário e marrento, o jogador liderava o Coqueiral e divertia os torcedores. Porém quem acabou com mais motivos para sorrir foi o torcedor alvi-rubro, que há tempos ansiava por essa oportunidade. Amargurado com a série nebulosa de resultados, o torcedor voltou a apoiar os jogadores e empurrar o time para fora da crise.

- Foi uma tarde memorável. Quando tudo se encaminhava para mais uma tarde de dificuldades, conseguimos nos concentrar no jogo e as coisas deram certo. Parabéns ao novato que deixou um belo cartão de visitas (risos) - declarou o volante Betão após o jogo.

Agora, motivado pela vitória o EA precisa partir em busca de uma sequência. E o desafio não poderia ser maior. No próximo sábado o alvi rubro travará um clássico contra a equipe do Ilhéu. Uma vitória afastará de vez a crise, enquanto que uma derrota pode acabar trazendo novamente toda a tensão para a Ferreira Lima.



FICHA TÉCNICA