JOGO 03
Entre Amigos entre amigos 5 : 4 pirajubaé Pirajubaé
18/03/2017 | 14:00 | Furadinho


Tá valendo

Lê Passos corre em comemoração aapós marcar seu gol.
Foto: Adson Farias

NOTÍCIA | 21/03/2017 | POR: THYAGO PACHECO
Mesmo com sustos, EA consegue sua primeira vitória na temporada.

Enfim, a alegria. Após muito esperar, o torcedor alvi rubro enfim conseguiu soltar o grito de vitória que estava entalado na garganta. O êxito diante do Pirajubaé foi fundamental para dar motivação principalmente para alguns jogadores que andavam em baixa com a torcida. Porém, mesmo com a vitória, uma série de sustos aliados a erros grosseiros de arbitragem deram um grau de emoção além do esperado ao confronto.

Desde os primeiros minutos de jogo, ficou claro que o EA era quem tinha o domínio. Fazendo valer o fator casa, o alvi rubro teve maior posse de bola durante todo o jogo e comandou a maioria das jogadas ofensivas. Porém, quem acabou saindo na frente foi o Pirajubaé, após se aproveitar de um raro vacilo do setor defensivo do EA, que permitiu ao atacante do time amarelo aparecer livre na frente de Geovani para marcar.

O gol sofrido não foi capaz de manchar a atuação da dupla de zaga do EA. Luciano e Júnior não deram bola para a pressão de substituir Carlinhos e Patrick, lesionados e fizeram uma atuação impecável que inclusive, os credenciaram a lutar por uma vaga no time titular. Os jogadores atuaram com extrema simplicidade e eficiência, dando segurança e firmeza no combate às ações ofensivas do adversário. A frente deles, Deyvson jogou um futebol que, para a maioria dos comentaristas o tornou o melhor jogador em campo.

No ataque, a luta era para fazer a torcida não sentir as ausências de Vini e Renê, considerados incontestáveis no comando do setor. Porém, com a mudança de posicionamento de Lê Passos, Thyago e Diego foram bastante municiados e fizeram uma bela partida. Para o primeiro, foi um momento considerado por ele mesmo importante, pela ajuda. Thyago roubou várias vezes a bola ainda nos pés dos zagueiros adversários, além de lutar e se movimentar como há muito tempo não se via. Já o seu companheiro de ataque viveu uma tarde de sonhos. Após ficar fora dos dois primeiros jogos, Diego voltou ao time com a marca que melhor lhe define. O camisa 19 marcou três gols, sendo o primeiro hat-trick de 2017. A atuação empolgou a comissão técnica e alegrou o torcedor, que consegue ver indícios de um elenco bem mais qualificado na atual temporada.

Mas, o jogo que parecia dominado, se complicou completamente. O EA vencia por 4 a 1 quando Lê Passos arrancou pela direita em velocidade. Diego, em posição irregular entrou na jogada, dominou a bola e fez o gol, que foi confirmado pela arbitragem. Indignados, os jogadores do Pirajubaé partiram pra cima do bandeirinha, que se manteve firme e confirmou a legalidade do lance. Uma confusão se iniciou, com alguns jogadores do Pirajubaé chegando a abandonar o campo. Após uma série de conversas, a poeira baixou e o jogo recomeçou.

Foi aí que a reação impressionante do Pirajubaé colocou fogo na partida. Mesmo com um jogador a menos (o zagueiro havia sido expulso após parar uma jogada clara de gol) o time visitante conseguiu diminuir o placar, chegando a deixar o marcador em 5 a 4. Quando o torcedor do EA já se preparava para o pior. o juiz apitou decretando o fim do jogo e o início do desabafo alvi-rubro, que se iniciou no campo e terminou nas arquibancadas. Mesmo com o susto, o momento era de pura alegria e o torcedor fez valer seu direito, cantando até tarde da noite pelas ruas da cidade.

- Já vínhamos fazendo por merecer a vitória desde o primeiro jogo. Infelizmente, por fatos isolados, acabamos não conseguindo os três pontos. Mas hoje novamente o time jogou bem, com consistência e os gols saíram. Tivemos um momento de desatenção, mas o importante é a vitória que veio, independente das circunstâncias. - declarou o volante Deyvson.



Geovani | GOL 7,5
Manteve o nível de evolução, fazendo defesas firmes e passando segurança aos companheiros.
Careca | LAD 6,0
Falhou no posicionamento em alguns lances e se omitiu de ajudar no ataque. Insistiu inúmeras vezes em recuar a bola para os zagueiros, tornando-se previsível.
Luciano | ZAG 8,5
Impecável. Jogando com simplicidade e atenção, teve sucesso em todas as vezes que enfrentou os atacantes adversários.
Junior | ZAE 8,5
Ao lado de Luciano fez sua melhor partida com a camisa do EA. Simples e objetivo, não comprometeu em nenhum momento.
Pablo | LAE 7,0
Deu mais mobilidade e qualidade no passe pela esquerda. Mas ainda joga um futebol muito acanhado, precisando se soltar mais para abocanhar uma vaga no grupo em definitivo.
Deyvson | VOL 9,0
Perfeito. Intercalando velocidade e cadência, ditou o ritmo do jogo, destruindo o esquema tático adversário.
Abacate | VOL 8,0
Veloz e aguerrido, se mostrou uma peça útil ao elenco. Atacou com eficiência pela esquerda. Precisa se comunicar mais com os companheiros para evitar deixar espaços como aconteceu em algumas jogadas.
Lê Passos | MED 8,5
Voltou a ter uma atuação intensa, chamando o jogo pra si e criando boas jogadas pelos lados do campo. Deu duas assistências e foi um dos destaques da partida.
Lê Cunha | MEE 7,5
Voltou a jogar bem, participando mais do jogo e fazendo o que se espera. Deu uma linda assistência e só não teve uma atuação melhor por ter ficado um bom tempo abalado com o pênalti desperdiçado.
Diego | ATA 9,0
Decidiu o jogo com três gols. Seu jeito determinado e o bom posicionamento facilitou o jogo para os companheiros.
Thyago | ATA 7,0
Mais participativo, brigou com os zagueiros e conseguiu boas roubadas de bola. Perdeu pelo menos dois gols considerados fáceis, sendo que um deles se tornou uma assistência para o gol de Huérique.
Huérique | ATA 7,5
Se movimentou muito bem e abriu espaços importantes principalmente pelos lados do campo. Marcou um gol em lance que se mostrou atento até o fim da jogada.
Carlinhos | ZAD 6,0
Ainda não parece estar completamente recuperado da lesão no pé. Entrou no sacrifício e ajudou o máximo que pôde. Mas o time precisa que esteja 100% da sua forma física.
Betão | VOL 4,0
Chegou atrasado, entrou no segundo tempo, fez dois pênaltis e levou cartão amarelo. Uma tarde para esquecer.
Leonardo | MEE 5,0
Jovem, se empolgou principalmente após o placar dilatado e exagerou nas jogadas individuais, sem sucesso.
Adson | LAE 5,5
Teve dificuldades na marcação e cometeu um pênalti. Ainda está um pouco fora do ritmo ideal.
Diogo | MEC 0,0
Não Jogou.