JOGO 10
Entre Amigos entre amigos 7 : 1 bola na rede Bola na Rede
06/05/2017 | 14:00 | Furadinho


Alma lavada

Betão comemora com Lê Passos após marcar o primeiro gol do EA.
Foto: Thyago Pacheco

NOTÍCIA | 10/05/2017 | POR: THYAGO PACHECO
EA se recupera com autoridade de derrota vergonhosa na semana anterior.

O clima era ruim, a pressão incomodava. Mas sinceramente, quem assistiu ao jogo do EA contra o Bola na Rede no último sábado certamente não seria capaz de fazer qualquer comparação com aquele que na semana anterior perdeu e saiu de campo vaiado após uma atuação vergonhosa diante do Náuticos.

Ligado desde o primeiro segundo da partida, o time do EA não abriu mão de propor o jogo em momento algum, e fez valer o fator vatajoso de jogar em casa. Com velocidade pelas pontas, envolveu o adversário e criou inúmeras chances de gol, mesmo saindo atrás no placar. Após uma belíssima jogada individual, o atacante do Bola na Rede escapou de três marcadores antes de driblar Geovani e tocar sem ângulo para o fundo do gol.

O tento adversário não diminuiu o ímpeto do EA, que continou agredindo o adversário com bom toque de bola e infiltrações pelas pontas em velocidade. O ataque formado por Renê e Diego também funcionou e os jogadores destruíram a defesa adversária.

O primeiro gol do EA saiu após a cobrança de escanteio na segunda trave, onde estava Betão que, com muita força, subiu mais alto que toda a defesa adversária e mandou para a rede. Poucos minutos depois, Renê fez o primeiro dele na partida, mostrando seu faro característico de gol.

Com vantagem no placar, a conversa no intervalo foi no sentido de corrigir aquilo que pode ser o grande calcanhar de aquiles do EA. O time sistematicamente entra desligado nos primeiros minutos do segundo tempo e em diversas vezes sofre o gol por isso. Mas nesse sábado foi bem diferente. Com uma atitude ainda mais agressiva, o time continuou pressionando principalmente a saída de bola adversária e buscava um gol através do erro adversário. E eles vieram...aos montes. Diego marcou três vezes, anotando seu segundo hat-trick na temporada, Renê marcou duas e Nino mais uma, fechando o placar em um sonoro 7 a 1. O resultado, que serviu para lavar a alma do elenco do EA, foi importante também para a tabela, deixando o time novamente vivo na disputa.



Geovani | GOL 7,5
Firme quando exigido, fundamental para que o resultado principalmente até a metade do segundo tempo.
Careca | LAD 7,5
Bem posicionado e consciente principalmente nas subidas, sem comprometer na defesa.
Junior | ZAD 6,5
Não conseguiu marcar o veloz camisa 7 adversário, após inverter o posicionamento, jogou com mais tranquilidade e não comprometeu.
Patrick | ZAE 8,0
Preciso nos desarmes e perfeito na saída de bola. Deu segurança a todo o sistema defensivo.
Luciano | LAE 6,0
Jogou bem, mesmo fora da sua posição habitual. Preencheu os espaços na marcação e, inteligentemente, não se arriscou no ataque para não comprometer o setor. Ficou pouco tempo e sentiu o cansaço.
Betão | VOL 9,0
Perfeito. Incansável na marcação e passando segurança aos companheiros, chamando a responsabilidade para si. Ainda marcou um belo gol quando foi ao ataque.
Deyvson | VOL 7,5
Como de costume, deu dinamismo e desafogo nas saídas de bola. Mas no segundo tempo poderia ter sido melhor aproveitado pelo treinador.
Lê Passos | MED 8,5
Autor de três assistências, além das inúmeras roubadas de bola. É realmente uma arma a favor do seu time quando resolve partir para o ataque. Só faltou o gol para fechar com chave de ouro a bela atuação.
Lê Cunha | MEE 7,0
Tem sido eficaz na recomposição do sistema defensivo, porém para isso tem abdicado de atacar. Precisa encontrar o equilíbrio e ser mais atuante no ataque. Apesar de ter jogado bem, nenhum dos sete gols teve sua participação direta nas assistências.
Diego | ATA 9,0
Só faltou chover. Fez três gols, duas assistências, instruiu e não correu do jogo em nenhum momento. Se tivesse uma frequência maior, certamente seria nome fixo entre os destaques semanais.
Renê | ATA 8,0
O bom e velho faro de gol. Não desperdiça oportunidades e dentro da área tem a qualidade de poucos para resolver o jogo.
Pablo | MEC 6,5
Entrou bem no jogo e foi combativo o tempo todo. Só precisa melhorar um pouco o passe para se tornar um jogador mais eficaz.
Thyago | ATA 4,0
Teve chances e não marcou. Está longe de ser uma peça que funcione para o time.
Adriano | LAE 6,0
Sem inventar, jogou para o time e foi importante na defesa.
Nino | MEC 8,5
Entrou a mil por hora e deu muita velocidade e força nos contra-ataques. Responsável direto por pelo menos dois gols do jogo.