Tem uma vaguinha aí?

Marlon em ação pelo EA. Jogador é um dos mais versáteis do grupo.
Foto: Arquivo

NOTÍCIA | 09/04/2016 | POR: THYAGO PACHECO
Boa atuação faz torcedor pedir Marlon na zaga do EA e jogador gosta da idéia: “estou a disposição!”

Na partida do último sábado, quando o EA venceu o Três Passos por 1 a 0, muitos jogadores se sobressaíram, tendo seus nomes aclamados pela torcida e merecidamente vinculados ao incrível resultado. Porém para um deles a tarde foi mais do que especial. O lateral Marlon, que jogou improvisado na zaga, foi um dos grandes destaques da partida, ao ponto de ter o seu nome pedido nas arquibancadas, para que permaneça como titular na posição. E o jogador não se mostrou nada insatisfeito com a idéia e declarou: - estou a disposição!

Marlon, que está no EA desde o ano de sua fundação, é um dos jogadores mais carismáticos do grupo. Os colegas o vêem como referência principalmente para gargalhadas, muito devido ao jeito, digamos, peculiar de se expressar. Não foram poucas as vezes que textos, mensagens e discursos do jogador ganharam destaque nas resenhas do time antes e após os jogos.

Dentro de campo, o camisa 2 é um verdadeiro exemplo de superação. Após uma grave lesão em 2008 que o afastou dos campos por um ano, o jogador precisou se reinventar para voltar ao futebol. A perda da explosão muscular ocasionada pelo longo tempo de inatividade, tirou do jogador a sua maior virtude, a velocidade. Antes corredor, agora o jogador precisou focar no posicionamento e precisão para se manter eficaz dentro das quatro linhas. O jogador lembra da dificuldade na readaptação.

- Foi difícil sim. Demais, eu diria. Era instintivo ver um espaço aberto e correr feito louco, sem se importar com as consequências do lance, pois eu tinha força e velocidade para voltar e recuperar a bola. De repente eu não podia mais fazer isso. Ficava cansado com facilidade e mesmo dando meu máximo, era facilmente ultrapassado pelos adversários. Foi preciso aprender a jogar mais com a cabeça e menos com as pernas - lembra.

Com o tempo, os resultados apareceram. Hoje Marlon é detentor de números expressivos entre os defensores do EA. O aproveitamento nas roubadas de bola e passes certos é ótimo, se levar em consideração a média de jogos disputados.

No último sábado, após se tornar o pesadelo dos atacantes do Três Passos, Marlon viu seu nome ser pedido como titular na zaga do EA. E na entrevista coletiva, o jogador não se escondeu.

- Fico muito feliz com essa manifestação do torcedor. Não é novidade para ninguém o amor que eu tenho por esse clube e essa torcida. Já desempenhei inúmeras funções aqui no EA. Já fui atacante, zagueiro, meia, volante...além de lateral, claro. E, se a comissão técnica precisar, estou a disposição. - declarou o camisa 2.