Olhos no novinho

Garoto Gabriel recebe instrução do "padrinho" Patrick.
Foto: Thyago Pacheco

NOTÍCIA | 12/07/2016 | POR: THYAGO PACHECO
Jovem Gabriel ganha oportunidade, chama atenção e receberá monitoração especial no EA.

No último sábado, uma presença em especial chamou a atenção. Quando os jogadores vieram a campo, uma cabeleira vasta e loira ganhava destaque entre os atletas de vermelho. Porém a curiosidade se transformava em preocupação no semblante do torcedor quando reparava no porte físico do jogador em questão.

O jovem Gabriel, promovido da base por conta dos desfalques tinha a típica aparência de alguém na adolescência. Esguio, pouco definido e uma face com marcas de acne. Tudo entregando a idade do jogador: 16 anos.

Após atuações de destaque no Moleque Bom de Bola, torneio tradicional de jovens de Santa Catarina, Gabriel chegou ao EA por indicação de Patrick. O zagueiro fez questão de deixar o jovem a vontade em sua estreia.

Em campo, Gabriel não comprometeu. Com atitude, pedia a bola sempre e por algumas vezes arriscou jogadas individuais com sucesso. Por pouco não marcou um gol, mas sofreu com a marcação do truculento e robusto time do Três Passos. Ao fim da partida, o discurso era de alegria.

- Estou muito feliz. Com o convite, com a oportunidade e com o que pude ajudar. Quero fazer muito mais e espero continuar tendo chances - falou o garoto.

A apresentação não passou despercebida pela diretoria, que preparou uma força tarefa para monitorar o atleta, principalmente para impedir a aproximação de empresários e aliciadores.

Estamos falando de um talento como poucas vezes visto no futebol. Precisamos cuidar e lapidar essa pedra preciosa da forma correta e isso inclui dar estrutura, tranquilidade e tempo para trabalhar. Não podemos queimar etapas. - declarou o vice-presidente Leandro Passos.