Dono do pedaço

Lê Passos vibra após marcar seu gol.
Foto: Adson Farias

NOTÍCIA |10/08/2017 | POR: THYAGO PACHECO
Fazendo valer o mando de campo, EA despacha o Famibol e segue firme no campeonato.

O EA conseguiu um excelente resultado no último sábado. Diante da qualificada equipe do Famibol, que aliava experiência e um refinado toque de bola, o alvirrubro soube jogar com inteligência e, principalmente, paciência para virar o placar e aplicar um sonoro placar de 4 a 2, que lhe deixa em ótima situação na tabela.

O jogo se iniciou com as equipes se estudando. Era o primeiro confronto entre os times e nenhum deles queria se arriscar demais e acabar surpreendido. Os primeiros 10 a 12 minutos foram de um jogo com toque de bola e ações controladas principalmente no meio de campo.

Porém, o jogo cadenciado, com toque de bola era muito mais favorável ao Famibol do que ao EA. Com uma equipe mais lenta e limitada fisicamente, porém com grande qualidade no passe, o Famibol acabou tendo uma pequena superioridade sobre o EA por alguns minutos, o suficiente para marcar o gol que abriu o placar. Em jogada de profundidade pela direita, o atacante da equipe azul deixou o companheiro em excelente condição de apenas tocar para o fundo do gol antes do corte de Betão, que não chegou a tempo.

O resultado adverso obrigou o EA a sair para o jogo e, consequentemente, explorar sua maior virtude: a velocidade e objetividade. Com Lê Passos jogando mais recuado ao lado de Betão, o time ganhou rapidez na saída de bola e qualidade no passe mais a frente, com Deyvson fazendo dupla com Lê Cunha, que voltava ao time titular após a boa atuação diante do Praiasol na semana anterior. Pela esquerda, Abacate infernizava os marcadores com uma velocidade absurda, sempre chegando com perigo a linha de fundo.

Mas, curiosamente, o gol de empate do EA não foi marcado em jogada de velocidade. Bem pelo contrário, a bola estava parada. Em cobrança de falta com extrema inteligência e perspicácia, Lê Passos surpreendeu o goleiro que não esperava o chute forte em seu próprio canto e só observou o camisa 7 correr para o abraço com os companheiros após a bola tocar o fundo das redes.

Já na segunda etapa, o EA veio ainda mais mortal. Utilizando bem as laterais, o alvirrubro chegava com grande facilidade na área do Famibol. Até que Geovani, com um cruzamento rasteiro encontrou o faro apurado de gol de Diego. O camisa 19 tocou para o gol e saiu para comemorar a artilharia isolada do time no ano.

Cabia mais, e veio. O jovem Edu Brasil, que fazia sua segunda partida pelo time principal recebeu pela direita, avançou em velocidade e tocou com precisão por baixo do goleiro, ampliando o placar. Foi o primeiro gol do garoto que vem sendo aos poucos aproveitado das categorias de base do clube.

A essa altura, a torcida já estava eufórica, cantando e vibrando com mais uma vitória que já era dada como certa. Mal sabia ela que a cereja do bolo ainda estava por chegar. E em uma cobrança de falta magnífica, Diogo marcou seu primeiro gol na volta ao time, após ficar por anos parado, se recuperando de uma séria lesão no joelho.

No fim da partida, o clima era de total alegria pela boa fase. O time vem de uma série positiva, sem derrotas e agora se encontra em um posição de brigar por posições na parte de cima da tabela.

- Foi perfeito. Precisávamos disso, o torcedor merecia. Já jogamos muito melhor na semana passada, mas a vitória não veio. Hoje conseguimos provar que estamos no caminho certo. Trabalhamos muito todos os dias e sabíamos que iríamos colher bons frutos disso - declarou o goleiro Luciano, que pela primeira vez na carreira defendeu um pênalti, já no segundo tempo. Infelizmente, na sequência, Diogo, ao tentar chutar para fora acabou colocando para dentro da própria meta.

No próximo sábado, o EA terá um desafio e tanto. O alvirrubro receberá o Porto em um jogo onde somente a vitória interessa para ambas as equipes. O jogo terá início às 14 horas.