Safra de orgulho

Edu marcou no sábado o seu primeiro gol pela equipe principal do EA. Jogador está na base do clube desde 2011.
Foto: Thyago Pacheco

NOTÍCIA |10/08/2017 | POR: THYAGO PACHECO
Primeiro jogador a subir da base alvirrubra, Edu é reflexo do crescimento do EA.

Poucas sensações são tão fantásticas quanto o nascimento de um filho. Essa metáfora se encaixa exatamente no momento do EA, mais especificamente no último sábado, ao ver sua torcida inflamada comemorando o primeiro gol de um jogador. Não se tratava de um gol de título ou um momento de virada heróica, mas sim da afirmação de uma história: a do próprio EA.

O jogador em questão tem 18 anos, jeito tímido e um futebol encantador. Mas, ao ver o garoto magricelo em campo pelo EA, a memória do torcedor viaja no tempo, mais especificamente até o ano de 2011. O EA realizava, no campo do Unisó, a sua primeira partida da categoria infantil. O projeto, realizado em homenagem ao dia das crianças, tinha como principal objetivo proporcionar a crianças daquela comunidade uma partida de futebol direcionada a elas, tornando-as a principal atração do dia. Em um dos times, um jogador chamou a atenção. Um hábil camisa 10 marcou 4 gols e causou um verdadeiro salseiro na defesa adversária, sendo considerado o melhor em campo despertou olhares dos dirigentes alvirrubros, que passaram a monitorá-lo a partir de então. A carreira dele só cresceu até que, convidado para integrar o elenco principal, Edu vestiu pela primeira vez o manto alvirrubro.

A primeira aparição foi discreta e um erro de passe, que custou a derrota ao EA fora de casa acabou marcando negativamente a estréia. De volta à base, o jogador continuou treinando e se destacando nos jogos, até que, no último sábado, após o corte de Vini, Edu foi novamente relacionado para a partida.

O que não se esperava era que o jogador se sentisse tão a vontade na Arena. Com o mesmo estilo inquieto, o jogador se movimentou por todo o campo e participou de praticamente todas as jogadas enquanto esteve em campo. E, como foi antecipado no início dessa reportagem, marcou um dos gols da vitória do EA sobre o Famibol.

A boa atuação serviu para carimbar de vez a permanência de Edu no time principal do EA.

- Está pronto. Não tem porque voltar (para a base). Ficará conosco e participará de toda a rotina de preparação e treinamento, sendo relacionado sempre que a comissão técnica achar necessário. - declarou o diretor de futebol Leandro Passos.